Quais os limites da arte, segundo três especialistas

Na sequência dos debates motivados pela exposição Queermuseu, o ‘Nexo’ ouve a opinião dos curadores Solange Farkas, Marcello Dantas e Baixo Ribeiro

    Temas
     

    Os usos e limites da arte ficaram no centro da conversa no início de setembro de 2017 por causa da campanha online que resultou no cancelamento da exposição Queermuseu, em Porto Alegre. Ativistas e políticos religiosos e conservadores acusaram a mostra, patrocinada pelo banco Santander, de exibir obras que promovem a pedofilia e a zoofilia e que desrespeitam símbolos religiosos.

    Na esteira desse acontecimento, textos e discussões tomaram conta da imprensa e das redes sociais sobre significados e sentidos da arte. Entre os comentários, há muitos que defendem controle e censura para  produções artísticas, com a alegação de que não se deve permitir expressões que ofendam pessoas e crenças.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.