Quando a arte é cancelada, em Porto Alegre e no mundo

Exposição Queermuseum foi suspensa por patrocinador após protestos em redes sociais. Artistas e curador falam em censura

     

    Um mês depois de sua abertura, a exposição Queermuseu - Cartografias da Diferença na Arte Brasileira foi encerrada, em 10 de setembro de 2017, pelo patrocinador, o banco Santander. Com temática LGBT, a mostra teria desrespeitado, segundo um comunicado da empresa, “símbolos, crenças e pessoas”.

    “O objetivo do Santander Cultural é incentivar as artes e promover o debate sobre as grandes questões do mundo contemporâneo, e não gerar qualquer tipo de desrespeito e discórdia (...). Quando a arte não é capaz de gerar inclusão e reflexão positiva, perde seu propósito maior, que é elevar a condição humana”

    ASSINE O NEXO PARA
    CONTINUAR LENDO

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.