Como funcionam os robôs que 'discutem' política nas redes sociais

Seu uso está em todo o espectro político, diz estudo da FGV que alerta para sua influência no debate geral

    Você já brigou sobre política com um robô hoje? Milhares de conversas e discussões são travadas em redes sociais diariamente por causa de posições políticas ou de convicções ideológicas. A maior parte dos que participam desses diálogos provavelmente não sabe, no entanto, que uma parte considerável dessas interações se dá entre seres humanos e robôs, ou “bots”, como também são comumente chamados hoje.

    De acordo com um estudo publicado em agosto, cerca de 10% das interações no Twitter relacionadas às eleições presidenciais de 2014 foram realizadas por contas vinculadas a robôs. Na época dos protestos contra o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, o número chegou aos 20%. A mesma porcentagem foi observada nas interações com participação de apoiadores do senador Aécio Neves durante o segundo turno das eleições de 2014.

    ASSINE O NEXO PARA
    CONTINUAR LENDO

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.