Ir direto ao conteúdo

5 momentos e 15 músicas que mostram o talento de Luiz Melodia

Compositor carioca morreu na sexta, 4 de agosto, em decorrência de um câncer. Deixou obra que o colocou entre os grandes nomes da música popular brasileira

    Temas
     

    O músico carioca Luiz Melodia morreu aos 66 anos nesta sexta-feira (4). Ele estava internado em um hospital no Rio de Janeiro para tratar um câncer. Em maio havia passado por um transplante de medula óssea. Melodia foi um dos grandes nomes da música popular brasileira. Em mais de quatro décadas de carreira, fez-se conhecido com uma proposta estética ousada, que misturou samba, choro, bossa nova, iê-iê-iê, blues e jazz em canções e discos que viraram clássicos do repertório nacional.

    Nascido em 1951 no morro do Estácio, no Rio de Janeiro, bebeu do samba direto da fonte: o bairro é central na gênese do ritmo. Mas gostava também das guitarras da Jovem Guarda. Fundindo a tradição sambista com o rock, em letras líricas e inventivas, criou um estilo único. Que logo cedo foi reconhecido pelos poetas Waly Salomão e Torquato Neto, os quais trataram de fazer a ponte entre Melodia e a tropicália.

    Em 1972, a canção “Pérola Negra” ganhou versão na voz de Gal Costa, no hoje clássico disco “Gal a todo vapor”, gravado ao vivo em palcos cariocas. Naquele mesmo ano, Maria Bethânia gravou “Estácio, Holly Estácio”, no disco “Drama Anjo Exterminado”, produzido por Caetano Veloso. O sucesso dessas canções chamou atenção de gravadoras para o jovem Luiz Melodia, um garoto negro, que vinha do morro. Em 1973, então, com apenas 22 anos lançou disco solo, “Pérola Negra”, marco na discografia da MPB.

    “Eu não tinha a fissura de ser artista. Gostava de tocar e de cantar, mas não pensava em ganhar a vida com música. Tive a felicidade de estar na hora e no local certos quando uma mulher que virou minha amiga, a Rose, foi morar no morro. Ela conhecia muito os baianos, Caetano, Waly Salomão, Gal, todos eles”, disse Luiz Melodia em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo em 2013, 40 anos depois de seu disco de estreia.

    Em 1976, então, lançou “Maravilhas Contemporâneas”, que trouxe alguns hits como “Juventude Transviada” e a faixa que deu título ao álbum. Sem fazer concessões nas letras e harmonias, e tampouco se deixando levar pela caricatura de jovem negro sambista do morro, produziu um disco com grande liberdade e criatividade musical. “Maravilhas Contemporâneas” ficou fora de catálogo por um tempo, mas ganhou reedição em 2017.Ao longo da carreira, lançaria ainda mais 14 discos. O último foi “Zerima”, de 2014.

    Veja abaixo cinco momentos marcantes da carreira do Luiz Melodia. E ouça uma playlist feita pelo Nexo.

    Momentos da carreira

    'Presente Cotidiano' , em 1978

    O vídeo mostra clipe de “Presente Cotidiano”, veiculado pelo programa “Fantástico”, da TV Globo, em 1979. A música está no disco “Mico de Circo”, de 1978, mas havia sido gravada também por Gal Costa, no icônico disco “Índia”, de 1973.

    'Estácio, Holly Estácio', em 1985

    Uma das grandes canções de Luiz Melodia, “Estácio, Holly Estácio”, de 1972, é uma ode ao bairro em que nasceu. Este vídeo de 1985 mostra o cantor entoando os conhecidos versos da música.

    'Peróla Negra', em 1987

    Quinze anos depois do sucesso estrondoso de “Peróla Negra” na voz de Gal Costa, originalmente gravada em “Gal Fa-tal, a todo vapor”, a cantora baiana e o compositor carioca subiram juntos ao palco para reeditar a parceria, em 1987.

    'Codinome beija-flor', em 1991

    Luiz Melodia flertou também com o rock nacional. Em 1988, gravou junto com o Barão Vermelho a música “Quem me olha só”, de Roberto Frejat e Arnaldo Antunes. Em 1991, o músico do Estácio cantou “Codinome Beija-Flor”, de Cazuza.

     

    'Fadas', em 2012

    A música “Fadas” foi lançada em 1978, no “Mico de Circo”. Foi gravada por Elza Soares no álbum “Do Cóccix até o Pescoço”, de 2002, em arranjo com pegada de tango. Neste vídeo, de 2012, os dois cantores cariocas se juntaram para interpretar a canção no DVD de Luiz Melodia.

    Playlist

    Ouça 15 músicas que dão uma amostra do talento de Luiz Melodia como compositor e intérprete.

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

    Você ainda tem 2 conteúdos grátis neste mês.

    Informação com clareza, equilíbrio e qualidade.
    Apoie o jornalismo independente. Junte-se ao Nexo!