Os distúrbios raciais de Detroit em 1967, relembrados em 2 filmes

Por quatro dias, cidade foi tomada por quebra-quebras, saques, incêndios e tiroteios; evento marcou o futuro da cidade

     

    “Levei a câmera super 8 porque queria ver com meus próprios olhos, o que meus pais estavam me contando era indescritível”. A voz do narrador não identificado é uma das muitas que aparecem no documentário “12th & Claremont”. O projeto lançado em 2017 compilou imagens feitas por cidadãos comuns dos distúrbios civis ocorridos na cidade em Detroit 50 anos antes.

    O acontecimento é um trauma na história da capital da indústria automobilística dos Estados Unidos. Só dois distúrbios na história americana são considerados piores do que o ocorrido por lá: a revolta contra o alistamento em Nova York, em 1863, durante a Guerra Civil; e a violência que eclodiu em Los Angeles em 1992. O saldo em Detroit foi este: 43 pessoas morreram, 33 das quais negras, 1.189 se feriram e cerca de 2 mil edifícios foram destruídos.

    ASSINE O NEXO PARA
    CONTINUAR LENDO

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.