Como o Fies saiu do controle, segundo o Ministério da Fazenda

Ministério questiona por que, ao invés do Fies, não se ampliou o ProUni, que tem gastos mais previsíveis e atende a público de baixa renda

 

Criado em 1999 pelo governo Fernando Henrique Cardoso, o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) é um mecanismo pelo qual o governo federal empresta dinheiro para estudantes pagarem mensalidades no ensino superior privado, com o compromisso de devolução no futuro, após a entrada no mercado de trabalho.

O Fies tem um objetivo declarado: auxiliar pessoas de baixa renda que desejam cursar uma faculdade e não têm acesso a uma instituição pública. As taxas de juros foram modificadas algumas vezes, mas ficaram a maior parte do tempo próximas ou abaixo da inflação anual.

PARA CONTINUAR LENDO,
TORNE-SE UM ASSINANTE

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.