A plataforma on-line que mostra os ataques hacker em tempo real no mundo

Ranking de 19 de junho aponta Brasil como o sexto país mais atacado no dia

    Em maio de 2017, hackers exploraram uma falha no Windows para lançar um ataque mundial que infectou o Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido, a espanhola Telefónica, o banco BBVA, a seguradora Mapfre, a Portugal Telecom, entre outras entidades públicas e privadas. No Brasil, Petrobras, a operadora Vivo, INSS e outros departamentos do governo mantiveram computadores desligados como forma de evitar ataques.

    Os hackers usaram um tipo de vírus que inutiliza arquivos ou o sistema dos computadores. Para que fossem recuperados, exigiam uma quantia em bitcoin. O alcance do ataque e o fato de que os criminosos exploravam uma fragilidade descoberta pela NSA, a agência de segurança nacional americana, vazada meses antes, fizeram com que o caso tivesse repercussão internacional.

    ASSINE O NEXO PARA
    CONTINUAR LENDO

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.