Henrique Alves é preso: quais as conexões do ex-ministro

Com 11 mandatos consecutivos de deputado, ex-presidente da Câmara e ex-titular do Turismo teve influência em diferentes governos. Proximidade com Temer aumenta pressão sobre TSE

    A Polícia Federal prendeu, na manhã desta terça-feira (6), em Natal, o ex-presidente da Câmara Henrique Eduardo Alves. Deputado federal por 11 mandatos, o peemedebista também foi ministro do Turismo nos governos de Dilma Rousseff e Michel Temer.

    O Ministério Público Federal diz que Alves se beneficiou de contratos firmados por empreiteiras para a construção da Arena das Dunas, estádio de Natal usado na Copa do Mundo, e outras obras. O peemedebista é suspeito de receber R$ 7,15 milhões em propinas das construtoras Odebrecht, OAS, Andrade Gutierrez e Carioca Engenharia.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.