O que se sabe de novo sobre a história de Olga Benario Prestes

Livro escrito pela filha da líder comunista reúne material inédito encontrada no arquivo da Gestapo, a polícia secreta nazista

Temas

“Estou de pleno acordo com as decisões tomadas, foram absolutamente necessárias em função da conhecida esperteza dessa comunista  fanática […] Benario se encontra em prisão preventiva e não em um sanatório, em virtude de não ser politicamente confiável, o que já se provou evidente. Benario terá de arcar com medidas mais rígidas e com a revogação de todos os benefícios, caso não se esforce em evitar comportar-se de modo insolente”.

A “comunista fanática”, no caso, é Olga Benario Prestes, então presa em Berlim. As palavras são de Reinhard Heydrich, oficial nazista da Polícia de Segurança alemã, numa carta de fevereiro de 1938 para o diretor da prisão onde estava Olga. E a “insolência” é porque Olga reclamava que sua filha, Anita Leocadia Prestes, lhe havia sido subtraída, aos 14 meses de idade.

PARA CONTINUAR LENDO,
TORNE-SE UM ASSINANTE

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.