A nova intervenção na cracolândia: origens e precedentes de um problema crônico

Prefeito de São Paulo aproveita megaoperação policial para anunciar fim do programa da gestão anterior para atendimento de usuários de drogas

    Uma nova operação foi deflagrada no domingo (21) na cracolândia, área degradada do centro de São Paulo onde, há anos, dependentes químicos compram e usam livremente o crack, seja ao ar livre, em barracas montadas nas ruas ou em pequenos hotéis.

    É a primeira intervenção na área feita durante a gestão do prefeito João Doria (PSDB), que ocorre depois de uma série de tentativas fracassadas de lidar com esse problema crônico, que envolve questões sociais, urbanísticas, de saúde e de segurança pública.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.