O que é prevaricação e quais trechos do áudio de Temer sugerem o crime

Presidente ouviu empresário confessar obstrução em investigações, mas possibilidade de punição criminal, nesse caso, é considerada remota por especialista

    O presidente Michel Temer é formalmente investigado por corrupção, organização criminosa e obstrução de Justiça. Um dos trunfos da Procuradoria-Geral da República que levaram o órgão a levantar essas suspeitas é um áudio gravado por Joesley Batista, dono da JBS, durante uma conversa com Temer ocorrida em março.

    Há trechos desse áudio que são objeto de polêmica, como as menções a Eduardo Cunha e à suspeita de que o presidente teria dado aval para que o empresário pagasse propina ao ex-presidente da Câmara a fim de que ele ficasse calado na prisão. Há também questionamentos sobre eventuais edições no material.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.