O que é ser indígena no Brasil hoje, segundo 3 jovens e 2 antropólogos

Paralisação da demarcação de terras pelo governo e enfraquecimento da Funai preocupam povos em todo o país

No dia 25 de abril de 2017, grupos indígenas avançaram sobre o gramado, na Esplanada dos Ministérios, em frente ao Congresso, em Brasília. Eles carregavam caixões, arcos e flechas, para protestar contra o assassinato de líderes indígenas em conflitos por terra. Pediam a retomada das demarcações e a demissão de Osmar Serraglio, ministro da Justiça.

Havia cerca de 3.000 pessoas na manifestação, segundo os organizadores. Os indígenas foram reprimidos pela polícia legislativa com bombas de efeito moral e cassetete. O protesto foi dispersado, mas os manifestantes continuaram fazendo atos e debates em Brasília ao longo de toda a semana.

Junte-se ao Nexo!

Fique informado e apoie o jornalismo independente de qualidade

Você pode cancelar quando quiser sem dificuldades

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.