4 pontos para prestar atenção na greve geral de 28 de abril

Centrais sindicais e diversas categorias prometem parar o país em protesto contra as reformas. Atos podem ser relevantes para momento político do governo Temer

    Sindicatos e categorias das mais diversas prometem paralisações em massa nesta sexta-feira (28) em todo o país. Os organizadores falam em uma greve geral contra as reformas trabalhista e da Previdência, em discussão no Congresso. Há atos previstos nos 26 Estados, no Distrito Federal e em ao menos cem cidades do interior.

    Aprovar os projetos que mudam cem pontos da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) e as regras da aposentadoria é a prioridade do governo Temer para 2017. Reformas desse tipo já foram propostas em outros governos, mas em razão da falta de apoio popular, apenas pequenas mudanças foram adiante.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.