4 pontos para prestar atenção na greve geral de 28 de abril

Centrais sindicais e diversas categorias prometem parar o país em protesto contra as reformas. Atos podem ser relevantes para momento político do governo Temer

    Sindicatos e categorias das mais diversas prometem paralisações em massa nesta sexta-feira (28) em todo o país. Os organizadores falam em uma greve geral contra as reformas trabalhista e da Previdência, em discussão no Congresso. Há atos previstos nos 26 Estados, no Distrito Federal e em ao menos cem cidades do interior.

    Aprovar os projetos que mudam cem pontos da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) e as regras da aposentadoria é a prioridade do governo Temer para 2017. Reformas desse tipo já foram propostas em outros governos, mas em razão da falta de apoio popular, apenas pequenas mudanças foram adiante.

    ASSINE O NEXO PARA
    CONTINUAR LENDO

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.