Ir direto ao conteúdo

Qual o resultado da combinação entre Salvador Dalí e realidade virtual

Obra do artista espanhol, um dos mais badalados do século 20, pode ser vista neste vídeo 360º

    Temas

    Mesmo quem é leigo em história da arte provavelmente já se deparou com pinturas de Salvador Dalí. Diversos quadros dele (como “A persistência da memória” e “A tentação de Santo Antônio”) são largamente reproduzidos e populares, mesmo que não se saiba o título ou autor.

    E quem tem interesse pela obra do artista, mas não conseguir ir a museus no exterior para ver as pinturas originais, pode assistir a este vídeo 360º (em que é possível “olhar” em todas as direções, por meio das setas ou arrastando a tela) e “entrar” em um dos quadro de Dalí. Fones de ouvido e uma boa conexão de internet ajudam na experiência.

    A pintura retratada é “Reminiscência arqueológica do Angelus de Millet”, de 1935, que atualmente faz parte do acervo do Museu Salvador Dalí, localizado em Saint Petersburg, na Flórida (Estados Unidos). Em pouco mais de cinco minutos, a experiência inclui uma trilha tensa e também uma reprodução da voz do próprio Dalí.

    Há elementos além dos mostrados na pintura original, como os famosos elefantes de Dalí. Para os criadores, é como se estivéssemos dentro de um sonho do artista, uma das inspirações das suas obras. O próprio título dá a dica: “Dreams of Dalí” (“Sonhos de Dalí”).

    De onde vem o vídeo

    O vídeo foi feito pelo Museu Salvador Dalí em parceria com a empresa Goodby, Silverstein & Partners para uma exposição do próprio museu. Os visitantes do museu podem assisti-lo em realidade virtual, colocando óculos especiais e fones de ouvido para imergir no quadro.

    Desde janeiro de 2016, a aventura também pode ser vista pelo YouTube, embora em uma experiência menos profunda. Quem possuir os equipamentos de realidade virtual em casa pode utilizá-los para “adentrar” a pintura.

    A exibição que inspirou a produção do vídeo tratava da relação entre Dalí e Walt Disney — amizade que levou ao curta-metragem de animação “Destino”, concluído mais de 50 anos depois e indicado ao Oscar da categoria em 2004. Essa mostra terminou em junho de 2016, mas quem for ao museu na Flórida ainda poderá embarcar na “Reminiscência arqueológica do Angelus de Millet”.

    Dalí era espanhol, mas teve influência global como um dos artistas mais consagrados do século 20. Ele está no panteão de artistas que dão nome a crateras do planeta Mercúrio — alguns outros são Akira Kurosawa, Emily Brontë, Ludwig van Beethoven e Pablo Neruda.

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa Equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project. Saiba mais.

    Mais recentes

    Você ainda tem 2 conteúdos grátis neste mês.

    Informação com clareza, equilíbrio e qualidade.
    Apoie o jornalismo independente. Junte-se ao Nexo!