O que faz do cheerleading um esporte quase olímpico

Animadoras de torcida agora são reconhecidas pelo Comitê Olímpico Internacional. E podem, no futuro, até entrar para os Jogos

    O cheerleading — nome em inglês para a prática de animar torcida — deu um passo na direção de se tornar um esporte olímpico. O conselho executivo do COI (Comitê Olímpico Internacional) reconheceu em dezembro de 2016 a Federação Internacional de Cheerleading.

    Desta forma, a prática passará a ser incentivada pela Associação de Federações Internacionais — e, na prática, será promovida internacionalmente. O reconhecimento pelo comitê é também um passo necessário para a oficialização da categoria como esporte olímpico.

    ASSINE O NEXO PARA
    CONTINUAR LENDO

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.