Por que o salário mínimo não teve ganho real pela primeira vez em 15 anos

Os R$ 937 anunciados por Temer não cobrem a inflação de 2016. Recessão é principal culpada pela falta de aumento real

    O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou na quarta-feira (11) o resultado do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) de dezembro e, consequentemente, de todo o ano de 2016. O índice mede a variação de preços para famílias com renda de um a cinco salários mínimos. O INPC é justamente o levantamento usado pelo governo para balizar os reajustes anuais do salário mínimo.

    No final de dezembro, o presidente Michel Temer sancionou o novo valor do salário mínimo para 2017, serão R$ 937 contra R$ 880 do ano passado. Com a divulgação do INPC de 2016 é possível medir se houve ganho real no reajuste, ou seja, se o aumento do salário foi maior do que a inflação.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.