Ir direto ao conteúdo

Seu celular mantém um registro de onde você esteve. Como desativar essa função

Tanto aparelhos Android como iOS têm serviços de localização que rastreiam os passos do usuário. Dados podem ser usados por aplicativos de mapas ou refinar buscas no Google

     

    Tanto celulares iPhone quanto Android têm mecanismos que registram os passos de seus proprietários. Os dados são usados pelos próprios aparelhos para realizar tarefas, como descobrir as melhores rotas de tráfico ou, no caso do Android, exibir “serviços relevantes” em buscas no Google.

    Aqueles preocupados com a privacidade e temerosos de que essas informações sejam usadas para outros propósitos - como entender seus hábitos de consumo e vender os dados para anunciantes - podem desativar essa função.

    Como desativar o rastreamento

    No iPhone

    Entre na seção de ajustes do celular, em seguida selecione a função “privacidade”. Lá, selecione “serviço de localização”, role a tela para baixo, até aparecer “serviços de sistema”.

    Selecione-o novamente, role a tela para baixo e clique em “locais frequentes”. Clique na chave logo ao lado direito para desativar essa função.

    Quem tiver curiosidade também pode selecionar, na mesma tela, uma lista de locais frequentemente visitados, como cidades ou estados. Clicando na sua cidade é possível ver um mapa com os pontos mais visitados.

    No Android

    Entre na área de configurações, selecione “localização”, role a tela para baixo, selecione “histórico de localização do Google” e clique na chave que aparece logo no início da tela para desativá-la.

    Também é possível deletar o histórico de localização, clicando em “histórico de localização do Google” e “deletar histórico de localização”

    ‘Efeitos colaterais’ da mudança

    É importante ressaltar que há muitos aplicativos que usam as informações sobre localização para funcionar. Desativá-los pode fazer, por exemplo, com que o Google Maps funcione de forma mais lenta.

    De qualquer maneira, trata-se de uma decisão reversível. É possível testá-la e voltar atrás, se desejado.

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa Equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project. Saiba mais.

    Mais recentes

    Você ainda tem 2 conteúdos grátis neste mês.

    Informação com clareza, equilíbrio e qualidade.
    Apoie o jornalismo independente. Junte-se ao Nexo!