Por que tantos estudantes de medicina sofrem sintomas de depressão

Segundo pesquisador, ideia de que alunos têm de ser fortes para lidar com o estresse da profissão ajuda a manter altos índices da doença durante a graduação

 

Publicado em dezembro de 2016 no “Journal of the American Medical Association”, o estudo “Prevalência de depressão, sintomas depressivos e ideação suicida entre estudantes de medicina” confirma algo que muitos alunos da área sentem e comentam em conversas de corredor: a quantidade de sintomas de depressão entre seus colegas é alta.

De acordo com o trabalho, realizado por pesquisadores de instituições americanas das áreas de medicina e administração, a proporção de diagnósticos de depressão ou sintomas depressivos entre alunos de medicina do mundo todo, incluindo no período da residência, é de 27,2% e a de ideação suicida, ou seja, os pensamentos sobre a possibilidade de se suicidar, de 11,1%.

PARA CONTINUAR LENDO,
TORNE-SE UM ASSINANTE

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.