Ir direto ao conteúdo

Por que os donos de iPhone ficam descuidados assim que uma nova versão do aparelho é lançada

Estudo da Columbia Business School identifica em consumidores uma espécie de ‘autossabotagem inconsciente’ para adquirir novos produtos

     

    Um recente estudo, da Columbia Business School, nos EUA, quantificou algo que muitas pessoas já devem ter percebido: quando um novo modelo de celular é lançado, aumentam as chances de que os proprietários sejam mais descuidados  em relação a  seus aparelhos antigos, fazendo com que eles quebrem ou se percam.

    Os pesquisadores batizaram o fenômeno de "upgrade effect", algo como “efeito de aprimoramento”, cuja definição é uma “tendência ao descuido com o objetivo de promover a aquisição de um produto, dando ao consumidor uma justificativa para tanto”. Basicamente, as pessoas inconscientemente prejudicam seus bens para comprarem novos com a “consciência limpa”.

    A constatação foi feita a partir da análise de informações do IMEI Detective, uma espécie de banco de dados de iPhones perdidos ou roubados pelo mundo. Cruzando dados disponíveis, os pesquisadores perceberam que há mais relatos de extravio em datas próximas a lançamentos.

    Além disso, os acadêmicos realizaram um questionário online com 602 proprietários de smartphones. Novamente, os resultados apontaram que usuários se tornam mais negligentes quando há a possibilidade de trocar o aparelho por um melhor.

    “Nós nos sentimos culpados trocando aparelhos sem motivo — mas se o que utilizamos for danificado de alguma forma, há uma justificativa para o ‘upgrade’ sem parecer consumista. Então usamos nossos celulares na chuva ou esquecemos os aparelhos em algum lugar sem nos darmos conta de que o descuido tem uma motivação oculta”, disse Silvia Bellezza, professora-assistente de marketing na Columbia Business School e uma das responsáveis pelo estudo, em comunicado.

    Os pesquisadores mostraram que o “upgrade effect” não é um fenômeno exclusivo de aparelhos celulares. Proprietários de óculos, canecas e xampus também demonstraram ter menos cuidados se uma nova versão do produto estivesse disponível.

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa Equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project. Saiba mais.

    Mais recentes

    Você ainda tem 2 conteúdos grátis neste mês.

    Informação com clareza, equilíbrio e qualidade.
    Apoie o jornalismo independente. Junte-se ao Nexo!