As fazendas de Padilha: quais são as suspeitas contra o braço direito de Temer

Ministro-chefe da Casa Civil se torna alvo de processos nas Justiças do Mato Grosso e do Rio Grande do Sul em razão de problemas ambientais e de grilagem

     

    Enquanto cresce a expectativa em relação à delação premiada dos executivos da Odebrecht, com possíveis implicações na cúpula do governo Michel Temer, o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, viu sua situação se complicar em outra área, que nada tem a ver com a Operação Lava Jato.

    Considerado o braço direito de Temer, ele é acusado pelo Ministério Público de crimes ambientais no Mato Grosso e por vizinhos fazendeiros de grilagem de terras no Rio Grande do Sul.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.