O que é a reforma da Previdência proposta por Temer

Trabalhadores terão que contribuir por 49 anos para ter direito ao valor integral da aposentadoria. Idade mínima obrigatória e aumento do tempo mínimo de contribuição elevam o rigor para concessão do benefício

    O governo federal enviou no dia 6 de dezembro de 2016 à Câmara dos Deputados sua proposta de reforma da Previdência. Ela altera as regras sobre quando as pessoas podem se aposentar e quanto elas vão receber. O texto agora enfrentará um longo processo de debate e tramitação no Congresso, com a participação de centrais sindicais e outros atores envolvidos no tema.

    Ao mesmo tempo em que apresentou a medida, o Palácio do Planalto lançou uma campanha publicitária para tentar convencer o público a apoiar a reforma da Previdência. O argumento central do governo é que, se as regras atuais forem mantidas, em breve não haverá mais dinheiro suficiente para pagar aposentadorias e benefícios sociais vinculados à Previdência, como salário-maternidade e auxílio-doença.

    ASSINE O NEXO PARA
    CONTINUAR LENDO

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.