O que é a subutilização da força de trabalho e quem ela afeta no Brasil

País desperdiça 23 milhões de trabalhadores. Eles estão desempregados, subocupados ou que não podem trabalhar por motivos diversos

    O Brasil atingiu no terceiro trimestre de 2016 a marca de 12 milhões de desempregados. Mas, em meio à crise econômica mais grave das últimas décadas, o problema pode ser ainda maior. O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou que o índice de subutilização da força de trabalho é ainda mais alto e já atinge 22,9 milhões de brasileiros.

    Só é considerado desocupado, e entra na estatística de desemprego, quem não está trabalhando, procurou emprego nos 30 dias anteriores à pesquisa e estava apto a começar a trabalhar. Mas existem outras situações medidas na PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios).

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.