O que é e quais são os impactos da proposta do governo para congelar o gasto público

Temer quer limitar o crescimento das despesas ao teto da inflação do ano anterior. Medida valeria por 20 anos. O ‘Nexo’ ouviu 2 economistas sobre o tema

     

    A principal medida econômica anunciada pelo governo do presidente Michel Temer conseguiu na quinta-feira (6) sua primeira aprovação no Congresso Nacional. A Proposta de Emenda à Constituição que institui um teto de gastos para o governo foi aprovada por uma comissão especial na Câmara, criada para analisá-la.

    Antes de começar a vigorar, a PEC 241/2016 precisa ainda passar por votações no plenário da Câmara e do Senado. Por ser uma proposta de emenda, sua aprovação depende do voto de 308 deputados e 49 senadores - ⅗ do total. Ela não precisa de sanção presidencial.

    ASSINE O NEXO PARA
    CONTINUAR LENDO

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.