A carga tributária brasileira em 4 gráficos

Com crise e queda do PIB, parcela gasta com impostos cresce. Mas arrecadação de governos diminui

     

    Em 2015, ano de crise econômica, a carga tributária brasileira aumentou. Isso significa que o total arrecadado pelos governos municipais, estaduais e federais consumiu uma parcela maior do Produto Interno Bruto, soma de tudo que o país produziu. Segundo dados divulgados pela Receita Federal na terça-feira (19), os tributos correspondem a 32,66% do PIB de 2015. Em 2014, a arrecadação do poder público foi de 32,42% do PIB.

    Ao longo dos anos

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.