O que fica para o Rio: um debate em aberto sobre o legado olímpico

Megaevento esportivo obrigou o poder público a investir e coordenar ações de melhoria da cidade. Foco dos gastos, porém, é motivo de controvérsia

     

     

    Governantes prometeram mudar a cara do Rio a partir de investimentos em infraestrutura com vistas aos grandes eventos recebidos pela cidade desde meados da década passada: os jogos Panamericanos de 2007, a Copa do Mundo de 2014 e, principalmente, a Olimpíada de 2016.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.