Como funcionam os mecanismos internos e externos de controle da Polícia Militar

Além dos próprios órgãos ligados ao governo e à polícia, o Ministério Público tem que fiscalizar a corporação. Mas, em São Paulo, os promotores não se entendem sobre quem exatamente ali é o responsável pelo trabalho

    O protesto do dia 4 de setembro contra o governo Michel Temer, em São Paulo, acabou com bombas de gás, sprays de pimenta e relatos de uso abusivo da força por parte da Polícia Militar.

    Não é a primeira vez que a atuação da corporação se torna alvo de críticas nos recentes atos contra Temer. Em 31 de agosto, uma jovem de 19 anos teve o olho esquerdo atingido e perdeu, segundo os médicos, quase 100% da visão. Ela atribuiu o ferimento a uma bala de borracha. No dia seguinte, um carro da PM avançou sobre um manifestante, atropelando-o, como mostra vídeo da TV Record.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.