Dilma sofre impeachment. Temer é o novo presidente do Brasil. O que vem agora

Julgamento encerra processo contra petista e marca início formal do governo Temer, que terá pela frente as reformas que prometeu, a cassação de Cunha, a volta do PT na oposição e os desdobramentos da Lava Jato

     

    Dilma Rousseff agora é uma ex-presidente da República, afastada do cargo por um processo de impeachment. Na tarde de quarta-feira (31), o Senado a considerou culpada por crime de responsabilidade. É o segundo presidente da República cassado no país desde a redemocratização, 24 anos depois da saída de Fernando Collor de Mello.

    A votação final do julgamento foi dividida em duas partes. Na primeira, os parlamentares responderam se Dilma deveria ser condenada em razão de manobras fiscais realizadas em sua gestão. O resultado foi este:

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.