Jornada da heroína: como é a narrativa mítica baseada nas necessidades e aspirações da mulher

Autora apresenta estrutura mítica de narração alternativa à jornada do herói, de Joseph Campbell. Ideia é propor uma jornada paralela, que contemple conflitos, dilemas e outras questões ligadas à psique da mulher contemporânea

    Temas

    A “jornada do herói”, ou “monomito”, é o nome de uma teoria proposta pelo antropólogo Joseph Campbell, em 1949, no livro “O Herói de Mil Faces”. Campbell identificou que todos os mitos clássicos da humanidade - as histórias de Jesus e Moisés, Gilgamesh, Gauthama Buda, Prometeu, Hércules e Osiris, por exemplo - seguem em maior ou menor grau uma estrutura narrativa semelhante, que pode ser encaixada em uma jornada cíclica.

    Campbell argumenta que os mitos criados pelo homem, em diferentes épocas, sociedades e contextos, seguem uma mesma estrutura narrativa não por algum fator sobrenatural ou coincidência.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.