Como funciona o aplicativo antidesperdício que vende restos de comida de restaurantes

Iniciativa dinamarquesa busca reaproveitar alimentos que foram preparados para consumo, mas ficaram de fora na montagem do prato

     

    Você comeria os restos de um restaurante? O aplicativo dinamarquês Too Good To Go tem justamente essa proposta: reaproveitar sobras cujo destino seria o lixo. Não se trata de comida deixada pelos clientes, e sim de alimentos que foram preparados mas não entraram na montagem final do prato. 

    O processo é todo feito via celular, nos locais em que o serviço está disponível - atualmente, nos países escandinavos e no Reino Unido. Usuários baixam o aplicativo, escolhem a comida que está disponível e vão buscá-la. A vantagem, além de evitar o desperdício, é o preço módico: uma refeição reaproveitada custa em torno de 2 a 4 libras esterlinas (não mais que R$ 15). Para os restaurantes, o valor representa uma renda extra que não existiria de outra forma. Os criadores do aplicativo também lucram ao taxar cada compra.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.