PP é o partido mais citado na Lava Jato. E é um dos que mais cresce na Câmara

Bancada da legenda ganhou nove cadeiras desde a eleição de 2014; liderança pepista aproveitou janela de infidelidade para atrair deputados de partidos menores

    A bancada do PP na Câmara ganhou nove deputados federais desde a eleição de 2014. É o partido que mais cresceu em número de parlamentares, ao lado do PR e do PTN, que também conquistaram nove cadeiras cada a partir do troca-troca de legendas.

    No mesmo período, o PP também se tornou o partido com mais parlamentares suspeitos de envolvimento com o esquema da Petrobras. Segundo a Operação Lava Jato, a diretoria de Abastecimento da Petrobras, comandada por Paulo Roberto Costa, um dos primeiros delatores do esquema, servia de base para desvios de recursos para o partido. As outras duas legendas também acusadas de controlar diretorias da estatal para obter propina são o PT e o PMDB.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.