5 princípios para melhorar o design urbano, segundo Jan Gehl

Arquiteto e urbanista dinamarquês dedica sua carreira em fazer cidades para as pessoas a partir de estudos da vida pública

     

    Não se trata de uma questão estética: o design é uma forma de melhorar a qualidade de vida das pessoas. É o que acredita Jan Gehl, arquiteto e urbanista dinamarquês que, há mais de 50 anos, dedica-se a transformar cidades em lugares mais agradáveis e atraentes para a população. Sua metodologia consiste em priorizar pedestres, ciclistas e a ocupação dos espaços públicos. 

    Pode parecer uma ideia óbvia, mas, na história, o planejamento urbano negligenciou a vida na cidade: espaços públicos cresceram avessos a seus moradores e ruas foram dispostas priorizando o deslocamento de carros. Um bom exemplo dessa lógica foi Brasília, erguida em 1950 e considerada símbolo da modernidade e progresso, mas cujos espaços públicos são esvaziados ou inexistentes.  

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.