Ir direto ao conteúdo

Por que o Brasil ficou sem papel para fazer passaporte

Prazo para entrega do documento saltou de 6 para 45 dias. Alternativa mais comum para quem tem pressa inclui cobrança de taxa extra

     

    Enquanto a maioria dos documentos é emitida de graça ou com o pagamento de pequenas taxas, um passaporte custa R$ 257,25. Contra fraudes, ele é feito pela Casa da Moeda, que também é responsável e detém a tecnologia da fabricação de dinheiro no Brasil. Nada disso, porém, funciona se faltar papel.

    Normalmente, o tempo para se fazer um passaporte no Brasil é de seis dias. Mas a espera em 2016 tem chegado a um mês e meio em alguns casos. Há relatos de que a demora chegou a até quatro meses, segundo reportagem da “Folha de S.Paulo”. A explicação da Casa da Moeda é que a entrega está atrasada por problemas na fabricação das capas dos passaportes.

    O que está acontecendo

    A Casa da Moeda fabrica entre 160 mil e 190 mil passaportes por mês, mas alega que desde o início do ano de 2016 a demanda aumentou consideravelmente. Com o aumento no número dos pedidos, faltou o material com o qual se faz a capa do passaporte - capa que foi, inclusive, modernizada recentemente, com a substituição do brasão da República pelo Cruzeiro do Sul e a palavra Mercosul.

    O passaporte é produzido em Santa Cruz, na zona oeste do Rio de Janeiro, mas a capa - que contém um dispositivo eletrônico de gravação de dados (chip) - é feita com matéria prima importada da Ásia. A Casa da Moeda, uma empresa pública vinculada ao Ministério da Fazenda, diz que o aumento na demanda por passaportes esgotou o estoque da matéria prima da capa no fornecedor - uma empresa de São Paulo.

    O fornecedor da capa não foi trocado, mas os pedidos da matéria-prima importada cresceram. No momento, a Casa da Moeda informa que a importação e a produção já foram regularizadas, mas que o atraso formou uma “bola de neve”. Ainda não há estoque suficiente para atender os pedidos que ficaram parados ao longo dos últimos meses, nem prazo para que isso aconteça.

    Alternativas

    Quem não pode esperar 45 dias pelo passaporte tem alternativas. A primeira é pagar uma taxa extra de R$ 77,17 e solicitar um "procedimento de Entrega Urgente" e ter o documento em mãos em cinco dias úteis.

    R$ 334,42

    Preço de um passaporte com entrega urgente

    Outra opção é pedir um passaporte de emergência, que é emitido em até 24 horas. Mas essa solicitação só pode ser feita em casos especiais como catástrofes naturais, conflitos armados e motivo de saúde.

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa Equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project. Saiba mais.

    Mais recentes

    Você ainda tem 2 conteúdos grátis neste mês.

    Informação com clareza, equilíbrio e qualidade.
    Apoie o jornalismo independente. Junte-se ao Nexo!