Quanto custará o alívio do governo federal concedido aos Estados

Pacote fechado por Temer pagaria nove meses do Bolsa Família e equivale a mais da metade da arrecadação estimada da CPMF ao ano

     

    Em pouco mais de um mês, o governo interino de Michel Temer concluiu uma delicada negociação com os governadores para aliviar a dívida dos Estados com a União. As conversas entre o Ministério da Fazenda e os governadores se arrastam desde o início do ano, ainda no governo Dilma Rousseff, e ganharam novo fôlego com a equipe econômica de Temer. O acordo foi fechado três dias depois que o Rio de Janeiro decretou estado de calamidade pública por causa do rombo fiscal.

    A concretização de um acordo é uma vitória política do presidente interino que, para assumir definitivamente o governo, ainda precisa que Dilma seja julgada e considerada culpada em votação no Senado. O Senado é a casa que representa os Estados no Congresso Nacional e o alívio dado aos governadores pode ajudar na articulação pelo impeachment.

    ASSINE O NEXO PARA
    CONTINUAR LENDO

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.