Ir direto ao conteúdo

Bill Gates acha que você deveria ler estes 5 livros nos próximos meses

Empresário e filantropo recomenda, em vídeo no YouTube, obras sobre biologia, ficção científica, matemática e empreendedorismo

    Temas
     

    O empresário Bill Gates, um dos fundadores da Microsoft que hoje se dedica à filantropia com a fundação Bill & Melinda Gates, tem um canal oficial no YouTube. Em um dos vídeos mais recentes, ele recomenda cinco livros para serem lidos no verão.

    Gates se refere ao verão no hemisfério norte, mas as dicas são valiosas mesmo para quem está enfrentando o inverno, como nós do hemisfério sul.

    Entre as recomendações estão um título de ficção científica, livros sobre biologia, matemática e empreendedorismo. Em 2015, Gates lançou um vídeo parecido, com seus títulos preferidos para leitura no verão daquele ano. Veja abaixo as sugestões de 2016:

    ‘Seveneves’, de Neal Stephenson

    Publicado em 2015, “Seveneves” é um romance de ficção científica que se passa na Terra daqui a bilhões de anos. Diante da perspectiva do fim do mundo, os habitantes do planeta são confrontados com decisões cotidianas que ganham nova dimensão num contexto apocalíptico.

    “Se o mundo vai acabar em dois anos, quem vai trabalhar? As crianças deveriam ir para a escola?”, pontua Gates, que diz que esse é o livro ao qual ele tem dedicado mais tempo. Não há versão em português.

    ‘The Power To Compete’, de Hiroshi Mikitani e Ryoichi Mikitani

    O empresário gostou tanto do livro que escreveu sobre ele em seu site. Gates tem uma fascinação peculiar pela economia e cultura japonesas, e o livro - escrito por pai e filho, um economista e o outro empreendedor - é um tratado sobre a perda da vanguarda na inovação que a indústria tecnológica do país conquistou nos anos 1980 e 1990. O livro não foi lançado em português.

    ‘O poder do pensamento matemático: a ciência de como não estar errado’, de Jordan Ellenberg

    O livro, que tem versão em português, trata sobre matemática e a maneira como ela está em tudo que fazemos, mas sem os jargões e as equações complicadas para leigos. O autor, que falou sobre o tema em uma palestra disponível no YouTube, usa a matemática para debater temas tão distantes entre si quando loteria, Voltaire, pintura renascentista italiana, a epidemia da obesidade e até a existência de Deus, por exemplo.

    ‘Sapiens: Uma breve história da humanidade’, de Yuval Noah Harari

    'Sapiens' é um estudo sobre toda a trajetória humana desde o nosso surgimento - e as perspectivas para o futuro. Além de propor discussões sobre como nós nos tornamos a espécie dominante na cadeia alimentar do planeta, como nos tornamos seres religiosos, como criamos nações e passamos a usar dinheiro, o surgimento da burocracia e outras características únicas da nossa espécie, Harari também debate filosoficamente nossas condições presentes - “somos mais felizes hoje do que o ser humano jamais foi?” e robótica, que para Gates, é um dos destaques do livro. Ele pode ser encontrado em português.

    ‘The Vital Question’, de Nick Lane

    O autor é bioquímico na University College London e, no livro, ele mergulha nos detalhes sobre a origem da vida no planeta para entender, por exemplo, por que só temos dois sexos, ou não 30 ou 120, e como o bioma da Terra passou de micróbios simples para seres mais complexos - que evento químico teria causado essa mudança. Sem versão em português.

    ESTAVA ERRADO: A primeira versão deste texto informou que o livro 'How Not To Be Wrong' não tinha tradução para o português. Na verdade, a obra foi traduzida pela editora Zahar, sob o título 'O poder do pensamento matemático: a ciência de como não estar errado'. A informação foi corrigida às 17h32 de 6 de junho de 2016.

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

    Já é assinante?

    Entre aqui

    Continue sua leitura

    Para acessar este conteúdo, inscreva-se abaixo no Boletim Coronavírus, uma newsletter diária do Nexo: