Produtividade do brasileiro é baixa. Mas o problema não é só do trabalhador

Questões como acesso à tecnologia, burocracia e infraestrutura influem direta ou indiretamente na capacidade de produção

     

    Segundo dados da consutoria internacional Conference Board, a produtividade do trabalhador brasileiro equivale a 25% da produtividade do trabalhador americano.

    Os Estados Unidos são usados como a base de comparação entre os países pela entidade, mas têm uma produtividade menor do que a da Noruega, por exemplo. O Brasil fica atrás do Japão e países da Europa Ocidental, como Alemanha, Reino Unido, Itália ou França. E dos trabalhadores do México, que têm 36% da produtividade de um americano.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.