Ir direto ao conteúdo

Qual a origem do lema ‘ordem e progresso’, que está na bandeira e foi adotado por Temer

Slogan do governo Temer traz a frase presente na bandeira do Brasil. A frase vem do pensamento filosófico positivista, que tem origem no século 19

     

    A equipe do presidente interino da República, Michel Temer, anunciou o novo símbolo do governo federal em maio, quando ele tomou posse No centro da imagem há a circunferência azul da bandeira brasileira e uma faixa com o slogan “Ordem e progresso”.

    A frase é inspirada na corrente de pensamento conhecida como “Positivismo”, idealizada pelo filósofo Auguste Comte (1798-1857). Seus fundamentos foram desenvolvidos no início do século 19, em meio ao avanço científico da primeira revolução industrial, que difundiu as máquinas a vapor.

    De acordo com o positivismo, o homem deve ter o domínio completo da natureza e o método científico deve se sobrepor ao debate religioso, segundo texto do historiador Rafael Augusto Sêga publicado na revista “História Viva”.

    O pensamento Positivista foi adotado em colégios militares brasileiros a partir de 1950, como contraponto à doutrina católica que na época prevalecia no país.

    No campo político, essa corrente filosófica propõe a evolução da sociedade de forma ordeira, sem revoluções. O positivismo serviu de base teórica para os que organizaram a proclamação da República, em 1889, e acabou homenageado na bandeira brasileira. O ex-presidente Getúlio Vargas também era adepto do pensamento de Comte.

    A teoria sugere também o desenvolvimento de uma “religião da humanidade”, que deveria buscar a fraternidade e a convivência comum a partir da observação e previsibilidade dos fenômenos cotidianos da vida.

     

    A frase “Ordem e Progresso” foi inserida na bandeira brasileira no dia 19 de novembro de 1889, quatro dias após a proclamação da República no país. O desenho foi feito pelo artista Décio Villares para substituir o modelo anteriormente adotado, que durou por apenas quatro dias e era inspirado na bandeira dos Estados Unidos.

     

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

    Você ainda tem 2 conteúdos grátis neste mês.

    Informação com clareza, equilíbrio e qualidade.
    Apoie o jornalismo independente. Junte-se ao Nexo!