Os refugiados que o Brasil acolhe: um balanço de 2010 a 2015

Dados do governo mostram que mais de 28 mil estrangeiros pediram refúgio no Brasil alegando temor de perseguição, só em 2015. Haitianos são os que mais procuram, mas sírios são os que mais recebem abrigo

 

O Ministério da Justiça publicou nesta terça-feira (10) um balanço do número de estrangeiros que entraram no Brasil na condição de refugiados entre 2010 e 2015.

A principal conclusão é a seguinte: o número de solicitantes de refúgio cresceu 2.868% em cinco anos, enquanto a concessão efetiva de refúgio a estrangeiros, por parte do Brasil, cresceu 127% no mesmo período. A diferença está, principalmente, na negação de refúgio aos cidadãos do Haiti.

PARA CONTINUAR LENDO,
TORNE-SE UM ASSINANTE

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.