Do TSE à Lava Jato, o que há contra Michel Temer

Delatores mencionam vice-presidente em investigações de desvios na Petrobras, mesmo esquema que motivou abertura de ações contra ele e Dilma na Justiça Eleitoral

    O nome do vice-presidente Michel Temer já apareceu em ao menos quatro circunstâncias em depoimentos que o aproximam do esquema de pagamentos de propina e de desvios na Petrobras, investigado pela Lava Jato.

    As menções confirmadas mais recentes a Temer vêm da delação premiada do senador Delcídio do Amaral (sem partido-MS), formalizado em março de 2016. O depoimento de Delcídio motivou a Procuradoria-Geral da República a encaminhar 20 petições ao Supremo Tribunal Federal, nas quais detalha as citações feitas pelo senador.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.