O mundo gasta US$ 1,7 trilhão com forças armadas. Por que esse dinheiro não tem outro destino

Especialistas em defesa e relações internacionais falam sobre o que move os países a preferirem gastar com armas em vez de comida, saúde e educação

     

    O gasto militar mundial em 2015 foi de US$ 1,7 trilhão. O valor é muito próximo da soma de tudo o que um país do porte do Brasil - a sexta economia mundial - produziu no mesmo ano (US$ 1,6 trilhão de PIB).

    Para chegar a essa cifra, o Instituto de Pesquisa sobre a Paz Internacional de Estocolmo, na Suécia (Sipri, na sila em inglês) soma anualmente tudo o que os países gastaram não apenas com guerra e aquisição de material bélico, mas também na manutenção de pessoal - incluindo pensões, que ocupam uma grande parte dos orçamentos militares.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.