O que foi o Proer, caso dos anos 90 agora desarquivado pelo Supremo

Decisão de ministros de reabrir ações contra ex-ministros tucanos põe em debate novamente o polêmico programa de recuperação de bancos do governo Fernando Henrique

     

    Três ex-ministros do governo Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) vão voltar a responder por atos de improbidade administrativa referentes a medidas tomadas em 1995.

    Por decisão da 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal, foram desarquivadas no dia 15 de março ações contra o atual senador José Serra (então ministro do Planejamento), Pedro Malan (Fazenda) e Pedro Parente (Casa Civil). É a etapa mais nova de uma disputa jurídica que se arrasta desde 2002.

    ASSINE O NEXO PARA
    CONTINUAR LENDO

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.