Por que tragédias causadas pelas chuvas são recorrentes no Brasil

Enchentes e desabamentos são cena comum no verão. Mas a culpa não é só do clima: é da falta de planejamento

No Rio Grande do Sul, pelo menos 1,8 mil famílias já tiveram de deixar suas casas por causa das enchentes provocadas pelas fortes chuvas. Em Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo, quatro pessoas morreram após um deslizamento que destruiu as lajes de duas casas. Na cidade de São Paulo, a enxurrada provocada pela chuva criou uma montanha de carros arrastados. Tudo isso na primeira semana deste verão.

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil
Deslizamento de terra provocado por fortes chuvas em Blumenau (SC)
Deslizamento de terra provocado por fortes chuvas em Blumenau (SC)
Cenas do tipo são recorrentes na época das chuvas no Brasil: há registros de inundações e deslizamentos desde a época do descobrimento, segundo Cláudio José Ferreira, pesquisador do Instituto Geológico. E devem continuar acontecendo - não apenas neste verão, afetado pelo fenômeno El Niño, que torna mais intensas as chuvas no Sul, mas também pelos próximos.

Inundações e desabamentos são consequências direta das chuvas, mas o problema não é apenas meteorológico. É humano. Trata-se de uma combinação de fatores: ocupação desordenada, acúmulo de lixo e entulho, falta de planejamento urbano. 

PARA CONTINUAR LENDO,
TORNE-SE UM ASSINANTE

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.