‘A cidade dos ricos e a dos pobres’: uma nova questão urbana


O ‘Nexo’ publica trecho da tradução para o português do último livro do arquiteto, urbanista e engenheiro italiano Bernardo Secchi, morto em 2014. O autor parte da ideia de que o urbanismo tem grandes responsabilidades no agravamento de desigualdades sociais e analisa exemplos de diversos países, incluindo o Brasil. Leia, abaixo, o prefácio e parte do 1º capítulo, “A nova questão urbana”

Este livro aborda um tema que se tornou muito relevante nos últimos tempos: o contínuo crescimento e a intensificação das desigualdades sociais. Em outras palavras, o crescimento da distância entre ricos e pobres. Mas é um livro escrito por um urbanista e, embora todos concordem com o fato de que as desigualdades sociais se apresentam sobretudo nas grandes áreas urbanas, geralmente se pensa que o combate e a eliminação das desigualdades não sejam tarefas da urbanística, e sim de outras políticas econômicas e sociais que o urbanista deve compreender, ajudar e apoiar. Defendo aqui uma hipótese um pouco diferente, ou seja, que a urbanística tem responsabilidades fortes e precisas em relação ao agravamento das desigualdades sociais e que o projeto da cidade deve ser um dos pontos de partida de toda e qualquer política que vise à eliminação ou ao combate dessas desigualdades.

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Gosta do nosso jornalismo?

Somos um jornal independente, por assinatura, e sem publicidade, financiado por vocês, nossos leitores. Jornalismo de qualidade no qual você pode confiar.

  • → O essencial para estar bem informado todos os dias
  • → Notícias de forma clara, equilibrada e organizada
  • → Newsletters exclusivas
  • → Acesso a nossos gráficos e especiais

Esteja conectado com o melhor da informação.
Torne-se um assinante. Junte-se ao Nexo!