‘Uma literatura nos trópicos’: a cultura latino-americana


O ‘Nexo’ publica trecho da edição comemorativa do livro de Silviano Santiago, cuja publicação completa 40 anos em 2019. A obra reúne ensaios do professor e escritor mineiro sobre a cultura na América Latina, e sua reedição inclui textos inéditos. O trecho a seguir faz parte de “Brasil, um país 'verossímil'”, ensaio do sociólogo André Botelho que integra o novo volume. O texto discute como a leitura de Silviano Santiago sobre Machado de Assis ajuda a compreender a relação do Brasil com as fake news.

Reescrito em 1968 a partir de diferentes textos anteriores, o ensaio Retórica da verossimilhança (presente em “Uma literatura nos trópicos”), de Silviano Santiago, recusa a divisão convencional da obra de Machado de Assis em duas fases distintas e alcança a possibilidade de uma leitura do conjunto formado por ela, exemplificado pela análise dos romances “Ressurreição” (1872) e “Dom Casmurro” (1889). Em ambos opera um apreço pela verossimilhança, em lugar da verdade, cujas raízes culturais profundas – e mais atuais do que nunca, acrescentaremos nós adiante – na sociedade brasileira se encontrariam no bacharelismo e no jesuitismo nela dominantes.

Recordemos o leitor. Em “Ressureição”, o solteirão ciumento Felix desiste de levar a viúva Lívia ao altar, após receber carta anônima levantando dúvidas vagas sobre o caráter da futura esposa, mas que ele acertadamente intui (suspeita inclusive confirmada logo adiante pelo próprio narrador) ser obra de seu rival Luís Batista. Observa Silviano que o fato de saber ter sido a carta escrita pela “pena da inveja ou do orgulho ferido” não altera a disposição de Felix, porque para ele, ao fim e ao cabo, importava mais “a verossimilhança da situação criada pela carta do que a verdade proporcionada pelo exame detido dos fatos”.

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.