Foto: Divulgação

O vereador de São Paulo estreia em 6 de março como novo colunista do ‘Nexo’, no espaço de opinião ‘Tribuna’. Ele indica cinco livros para entender o Brasil, o cristianismo e a luta por direitos

O Nexo é um jornal independente sem publicidade financiado por assinaturas. A maior parte de nossos conteúdos são exclusivos para assinantes, mas esta seção é de acesso livre sempre. Aproveite para experimentar o jornal digital mais premiado do Brasil. Conheça nossos planos. Junte-se ao Nexo!

Acredito que a melhor maneira para entendermos onde estamos hoje e como chegamos até aqui é percorrermos o caminho que já foi feito. É a história que nos dará a medida do entendimento sobre o que somos e por que somos. E é a ela que recorro na indicação dos meus dois primeiros livros, essenciais para entender o Brasil. Nas duas publicações seguintes, evoco Fernando Pessoa: “É preciso ser realista para descobrir a realidade”. Conhecer parte da origem de tantas desigualdades é o que nos manterá com o propósito de dar o passo seguinte em direção à utopia. Por isso, esses livros são essenciais para quem quer manter o sonho vivo, mas sem anular a realidade. Encerro minhas indicações com um livro sobre um tema que é recorrente em minha estante. Acho especialmente necessário esclarecer, sem confundir, a “fé cristã”, ideia comumente distorcida em conceitos tão binários.

Raízes do Brasil

Sérgio Buarque de Holanda (Companhia das Letras, 2014)

É desses livros que, mesmo sendo um clássico e fundamental para conhecer o Brasil, está sempre em movimento, ganhando novas interpretações com diferentes perspectivas a cada geração.

Os donos do poder

Raymundo Faoro (Editora Globo, 1975)

Mais um clássico da nossa literatura e leitura obrigatória para quem deseja entender melhor a formação política do Brasil. De quebra, o livro ainda desperta a consciência crítica, fundamental para as transformações que necessitamos.

A autobiografia de Martin Luther King

Org. Clayborne Carson (Trad. Carlos Alberto Medeiros, Zahar, 2014)

MLK é minha referência de lutas. Esse livro, com discursos e pensamentos dele, é uma obra que precisa estar sempre na cabeceira da cama, sendo revisitada constantemente. Um livro para manter com entusiasmo as lutas por direitos em nossa sociedade.

Escravidão — Vol. 1

Laurentino Gomes (Editora Globo, 2019)

Há quase uma década, a luta contra a escravidão contemporânea é uma das minhas principais bandeiras na vida pública. “Escravidão” é um livro de história sob um ponto de vista que precisa ser conhecido por todos nós.

Cristianismo puro e simples

C.S. Lewis (Trad. Gabriele Greggersen, Thomas Nelson Brasil, 2017)

Lewis é possivelmente mais popular por “As crônicas de Nárnia”, mas certamente “Cristianismo puro e simples” é o seu livro essencial. Não só pela compreensão da cosmovisão cristã, mas pela facilidade com que um ex-ateu chega no coração da fé, revelando suas implicações práticas.

Carlos Bezerra Júnior está em seu quarto mandato na Câmara Municipal de São Paulo pelo PSDB. Formado em medicina, ele já foi deputado estadual por dois mandatos e secretário municipal de Esportes e Lazer. Como deputado, foi presidente da Comissão de Direitos Humanos e presidiu a CPI do Trabalho Escravo. É autor da lei paulista de combate ao trabalho escravo, conhecida como “Lei Bezerra”, que é considerada referência mundial sobre o tema pela Organização das Nações Unidas. É também o autor da lei que criou o Mãe Paulistana, maior programa de redução da mortalidade materna e infantil nos hospitais públicos da cidade de São Paulo. Foi preletor em eventos da ONU em Nova York e Genebra. É autor do livro “Fé cidadã – Quando a espiritualidade e a política se encontram”, pela Editora Mundo Cristão.

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.