Analista de desempenho e scout no Footure, Mairon Rodrigues indica cinco livros para entender como se joga futebol hoje

Escolhi cinco livros sobre futebol e tática, poderia ter escolhido 20. As obras apresentadas nesta pequena seleção fazem uma viagem dos bairros operários do Reino Unido no século 19 às sofisticadas estratégias dos dias de hoje.

A pirâmide invertida: a história da tática no futebol

Jonathan Wilson (Trad. André Kfouri, Grande Área, 2016)

Se fosse um livro religioso, poderia ser como a Bíblia para os católicos. É um apanhado geral do jogo, desde que era jogado por operários no Reino Unido até o Barcelona de Messi, Busquets, Xavi, Iniesta e Guardiola. Profundo, denso e até cansativo, mas você aprende tudo.

Jonathan Wilson te chama para uma viagem no tempo que faz ligações políticas e sociais do futebol. Melhor livro que li sobre o esporte.

Che Pep: La conexión de Guardiola con el fútbol argentino

Vicente Muglia (Librofútbol, 2016)

Parece brincadeira, mas o jogo de Guardiola é amarrado no futebol argentino. Para basear seu jogo, além da influência de Cruyff, o catalão fez muitas viagens para a Argentina ou para onde os argentinos estivessem. No livro, Guardiola fala de sua devoção por Marcelo Bielsa. O argentino de Rosário é um dos que Guardiola “roubou ideias” e fez seu jogo.

Um spoiler fora de campo: Guardiola é apaixonado pela literatura argentina.

José Mourinho: Porquê tantas vitórias?

Bruno Oliveira, Nuno Amieiro, Nuno Resende e Ricardo Barreto (Gradiva, 2006)

Não existe futebol no século 21 sem Mourinho e Guardiola. Mourinho é o rockstar dos treinadores modernos. Genioso, genial, inovador, desbocado e vencedor. Com apresentação de Rui Faria, seu escudeiro fiel, o livro conta tudo sobre o trabalho do português no Chelsea, clube que ajudou a subir o patamar. A cada capítulo mostra que o perfilado era diferente dos demais, um perfeccionista a cada treino e jogo.

A obra também explica seus métodos de treino integrado, pura escola portuguesa, e tem um scout de jogo feito por André Villas-Boas, considerado seu discípulo. Um livro para quem ama futebol e quer saber do trabalho de Mourinho.

Tática mente

Paulo Vinícius Coelho (Panda Books, 2014)

O PVC é minha referência na hora de analisar futebol. Todo mundo quis ser o PVC um dia, eu era jovenzinho e anotava tudo em caderno como ele recomendava. Nesse livro, ele passa por 30 táticas em Copa do Mundo. O torneio ainda é o Olimpo do futebol. Antes, contudo, com o futebol menos globalizado, era um embate de escolas e formas de ver o jogo. Além da tática, era uma expressão popular em forma de esporte.

O prefácio do livro é assinado por um campeão do mundo: Luiz Felipe Scolari, o Felipão. Leitura leve e recomendadíssima.

Fútbol: el juego infinito

Jorge Valdano (Conecta, 2016)

Valdano era um jogadoraço e é ótimo jornalista. Suas colunas no El País são geniais. Nesse livro, ele conta como a globalização mudou tudo que a gente sabia de futebol e como o esporte mexe com toda a estrutura social. Os jogadores se transformaram em super-heróis e, ao mesmo tempo, multimilionários. Ao dizer que “o resultado não é o bastante para seduzir”, o autor mostra obsessão pela excelência dos atletas. O jogo é deles, mas também é de quem assiste, e Valdano não esquece disso. Mostra como o jogo mexe conosco. Leitura maravilhosa.

Mairon Rodrigues é analista, scout, redator e podcaster do Footure FC.

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.