Foto: Divulgação

A youtuber Nath Finanças indica cinco livros para entender a relação entre dinâmicas sociais, macroeconomia e as contas do fim do mês

A maior parte da população, principalmente a de baixa renda, foi excluída dos debates e conversas sobre economia e finanças. Economistas e estudiosos da área se acostumaram a se comunicar entre si e esquecem de traduzir seus conhecimentos para a população. Por algum tempo, essa característica também esteve presente nos conteúdos sobre finanças na internet, que, em vez de democratizarem o acesso à informação, continuaram o repetindo os mesmo discursos. Assim, o brasileiro que trabalha, estuda e pega transporte público todos os dias permanece sem entender seus gastos e como aspectos da macroeconomia podem afetá-lo. Selecionei aqui alguns livros que podem ajudar não só a administrar seu dinheiro, mas também a entender como o sistema capitalista e a sociedade estão relacionados a seus boletos no final do mês.

Finanças para autônomos

Eduardo Amuri (Benvirá, 2018)

O trabalho autônomo tem crescido muito nos últimos anos, principalmente a modalidade de empreendedorismo por necessidade. Dados da PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) mostram que, de 2012 a 2019, 3,9 milhões de pessoas passaram a trabalhar por conta própria. Este livro é um grande guia para esses trabalhadores e traz dicas de como precificar seu serviço, como lidar com ganhos variáveis e meses de baixa demanda e como se planejar para o futuro.

Valsa brasileira: do boom ao caos econômico

Laura Carvalho (Todavia, 2018)

Eu acompanho e admiro muito o trabalho da economista Laura Carvalho. Neste livro, ela demonstra como acontecimentos políticos na história recente do Brasil se relacionam com a economia e a forma como o mercado opera. Ela também explica alguns termos importantes para entender o debate econômico nacional. Depois que você lê, tudo começa a fazer sentido.

Mulheres, raça e classe

Angela Davis (Trad. Heci Regina Candiani, Boitempo, 2016)

Este título não é sobre economia, mas traz uma visão de mundo que considero importante. As conversas sobre finanças devem estar aliadas ao entendimento de como as estruturas sociais funcionam. Por isso, é essencial não só ler livros específicos à área econômica, mas também aqueles que te ajudam a compreender a sociedade, e como raça, gênero e classe se relacionam.

Dinheiro sem medo

Eduardo Amuri (Benvirá, 2017)

Neste livro, o Eduardo Amuri aborda finanças de uma forma bem acessível. Mais do que ensinar a administrar as contas, ele ajuda a entender o motivo pelo qual se gasta. Amuri mostra como aspectos comportamentais, emocionais e psicológicos podem influenciar a forma como se lida com o dinheiro. É importante que, antes de aprender sobre finanças pessoais, compreenda-se o que leva as pessoas a fazerem compras desnecessárias ou criarem mais um cartão de crédito.

17 contradições e o fim do capitalismo

David Harvey (Trad. Rogério Bettoni, Boitempo, 2016)

Para entender sobre finanças e economia, é preciso compreender o que é o sistema capitalista e como ele funciona. David Harvey traduz muita coisa de “O capital”, de Marx, e apresenta termos econômicos de uma forma bem didática.

Nathalia Rodrigues é conhecida na internet como Nath Finanças. Em 2019, decidiu criar conteúdo sobre organização financeira com o objetivo de compartilhar dicas para pessoas de baixa renda.

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.