Foto: Divulgação

A cientista da computação e criadora do podcast Ogunhê, Nina da Hora, indica cinco livros para conhecer o trabalho de pesquisadores africanos

Uma das maiores riquezas que o continente africano compartilhou com o resto dos habitantes terráqueos foi os seus conhecimentos, em todas as áreas de estudo. Um portal se abriu para mim quando comecei a ter contato com essa ancestralidade. Por isso compartilho uma seleção de cinco livros de cientistas africanos, pois conhecimento só é conhecimento se compartilhado.

The African Origin of Civilization: Myth or Reality

Cheik Anta Diop (Mercer Cook, 1989)

Cheikh Anta Diop (1923-1986) foi um polímata senegalês, com formação em física, filosofia, química, lingüística, economia, sociologia, história, egiptologia e antropologia. Em “A origem africana da civilização” (tradução livre; uma versão em português pode ser lida aqui), Diop usa evidências arqueológicas para sustentar que os faraós eram negros, algo que não era aceito por seus pares no mundo acadêmico ocidental. O trabalho de Diop colocou questões importantes sobre o viés cultural inerente à pesquisa científica. Combateu fortemente o racismo científico em vida e é considerado um dos maiores cientistas do século 20.

Handbook of Machine Learning — Volume 1: Foundation of Artificial Intelligence

Tshilidzi Marwala (World Scientific, 2018)

Tshilidzi Marwala é um engenheiro mecânico e cientista da computação sul-africano, com rica trajetória acadêmica. Este manual sobre os fundamentos da inteligência artificial é um livro abrangente sobre as teorias da área, com ênfase em suas aplicações. Marwala combina conceitos essenciais, como lógica nebulosa, redes neurais, modelos ocultos de Markov e algoritmo genético. É um material rico e consolidado que descreve os avanços e aplicações dessas técnicas de aprendizado de máquina, sendo uma referência útil para os profissionais de inteligência artificial.

Photosensitizers in Medicine, Environment, and Security

Tebello Nyokong e Vefa Ahsen (Springer, 2012)

Tebello Nyokong é química e professora da Universidade de Rhodes, na África do Sul, e já foi condecorada diversas vezes por suas contribuições à ciência do país. Sua linha de pesquisa atual é a terapia fotodinâmica, um método de tratamento do câncer alternativo à quimioterapia. Neste livro, co-assinado com o cientista Vefa Ahsen, Nyokong trata de assuntos inovadores sobre os fotossensibilizadores, substâncias que têm importantes aplicações na segurança ambiental e na medicina.

Wangari Maathai e o Movimento do Cinturão Verde

Obioma Ofoego e Eric Muthoga (Trad. Sergio Alves, Cereja Editora, 2016)

A bióloga Wangari Maathai (1940-2011) nasceu no Quênia e foi uma importante ativista social, ambiental e política. Fundou Movimento do Cinturão Verde (Green Belt Movement, em inglês) em 1977, iniciativa pioneira que incentiva pessoas, particularmente mulheres, a plantar árvores no combate à degradação do meio ambiente. O trabalho teve reconhecimento internacional e lhe rendeu o Prêmio Nobel da Paz em 2004, o primeiro concedido a uma mulher africana. Nesta biografia ilustrada, o leitor encontrará dados sobre o movimento e sua importância no atual momento, textos de apoio incluindo o contexto histórico e uma história em quadrinhos contando um pouco da trajetória de Maathai.

Rewards: An Autobiography

Marian Ewurama Addy (Amanza, 2011)

Marian Ewurama Addy (1942-2014) foi uma importante bioquímica ganesa. Ela foi a primeira mulher do país a atingir o posto de professora titular de ciências naturais em uma universidade, tornando-se um modelo para gerações, desde meninas de escola a cientistas iniciantes. Era membro da Academia de Artes e Ciências de Gana e, em 1999, recebeu o Prêmio Kalinga da Unesco pela Popularização da Ciência. Em sua autobiografia, Addy nos conduz pelas várias etapas de sua vida, do passo a passo na trajetória acadêmica à afirmação de sua fé cristã.

Nina da Hora é cientista da computação em construção pela PUC-Rio (Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro). Pesquisadora de novas possibilidades no podcast Ogunhê, que compartilha cientistas do continente africano e suas realizações. Pesquiso pensamento computacional a partir dos conceitos da computação. Hacker antirracista no Perifa Connection e fellow dev na Ootopia Youth Program 2020.

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

Já é assinante?

Entre aqui

Continue sua leitura

Para acessar este conteúdo, inscreva-se abaixo no Boletim Coronavírus, uma newsletter diária do Nexo: