Foto: Divulgação

O senador Randolfe Rodrigues estreia em 14 de março como novo colunista do ‘Nexo’, no espaço de opinião ‘Tribuna’. Ele indica cinco livros que ajudam a entender temas políticos, econômicos e humanos

Escravidão

Laurentino Gomes (Globo Livros, 2019)

Todos os brasileiros deveriam ler essa obra prima. O livro causa insônia ao relatar, de forma muito clara e transparente, todos os horrores da escravidão. Gomes mostra como aconteceu o maior crime que um ser humano pode cometer contra outro ser humano.

Sapiens

Yuval Noah Harari (Trad. Janaína Marcoantonio, L&PM, 2015)

Já nasceu clássico! Uma visão espetacular sobre a história da humanidade, desde o surgimento do Homo sapiens, passando por sua consolidação como única espécie de hominídeo a ocupar o planeta, até a ascensão da escrita. Harari escreve como ninguém a respeito do que ele batizou como as três revoluções: a Revolução Cognitiva, a Revolução Agrícola e a Revolução Científica.

Dicionário da República

Org. Lilia M. Schwarcz e Heloisa M. Starling (Companhia das Letras, 2019)

Trata-se de uma coleção de verbetes-pequenos ensaios, que buscam unir atualidade crítica a temas nacionais. Pela qualidade do conteúdo reunido, posso dizer que, apesar de ter sido lançado recentemente, nasce como uma obra seminal para a interpretação de temas fundamentais à compreensão da história do Brasil.

Formação econômica do Brasil

Celso Furtado (Companhia das Letras, 2007)

Clássico ímpar da teoria do desenvolvimento econômico. Uma referência reconhecida não apenas no Brasil, mas também no exterior. O livro retrata muito bem a relação entre economia, história e ciências sociais no âmbito das diversas teorias do desenvolvimento econômico.

O capital no século 21

Thomas Piketty (Trad. Monica Baumgarten de Bolle, Intrínseca, 2014)

Leitura importante para quem se interessa por temas relacionados à desigualdade. Piketty analisa de forma única a evolução da distribuição de riqueza e de renda a partir do século 18, para extrair lições de que possam derivar políticas que atuem contra as desigualdades.

Randolfe Rodrigues é senador do estado do Amapá pela Rede Sustentabilidade e líder da oposição. Atua no movimento estudantil desde os 13 anos de idade. É professor, graduado em história, bacharel em direito e mestre em políticas públicas pela UFC (Universidade Federal do Ceará). Foi deputado estadual por duas vezes. Em 2010, foi eleito o mais jovem senador daquela legislatura, e foi reeleito em 2018.

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

Já é assinante?

Entre aqui

Continue sua leitura

Para acessar este conteúdo, inscreva-se abaixo no Boletim Coronavírus, uma newsletter diária do Nexo: