Ir direto ao conteúdo

Foto: Victor Affaro/Ovo Conteúdo

O empresário Patrick O’Grady, CEO da gestora digital Vitreo, é o convidado da seção ‘Favoritos’ desta semana. Ele indica 5 obras para quem quer ter uma empresa inovadora de sucesso

O empreendedor brasileiro enfrenta um paradoxo bastante curioso. Por um lado, temos um lugar muito difícil para empreender por basicamente qualquer prisma de avaliação. Por outro, há muita ineficiência em vários setores, o que por si só deveria representar enorme oportunidade.

Com a disponibilização crescente de tecnologia e o uso de modernos conceitos de inovação, é possível hoje entrar em diferentes mercados bem estabelecidos e conseguir bastante sucesso.

A seleção a seguir, que foca em empreendedorismo e inovação, busca ajudar o leitor a expandir os horizontes e colocar em prática alguns desses conceitos. Os títulos foram pensados de forma complementar. O primeiro trata da teoria da disrupção. O segundo dá luz sobre quem são e como funcionam essas novas empresas disruptivas de alto crescimento. O terceiro oferece uma metodologia moderna que conversa com inovação. O quarto traz o rico aprendizado de um famoso empreendedor do Vale do Silício. O último dá dicas de como o empreendedor pode usar os conceitos corporativos para sua própria carreira.

O dilema da inovação - Quando as novas tecnologias levam empresas ao fracasso

Clayton Christensen, M.Books, 2018

Neste livro, Clayton Christensen, o professor da Universidade de Harvard que cunhou o termo “inovação disruptiva”, mostra como mesmo empresas extraordinárias que fazem tudo certo podem acabar fracassando por conta das mudanças tecnológicas disruptivas. O autor dá dicas de como estar atento a isso, mesmo que muitas vezes signifique sacrificar rentabilidade de curto prazo ou mesmo deixar de ouvir seu cliente.

Organizações exponenciais

Salim Ismail, Michael S. Malone e Yuri Van Geest, Alta Books, 2019

Com esta obra, Salim Ismail, um dos fundadores da Singularity University [universidade e incubadora do Vale do Silício], e mais dois autores, explicam por que muitas empresas vão ficar para trás se não entenderem essas ExOs e como seus impactos são desproporcionalmente maiores que o de seus competidores. No mundo atual, várias empresas até então muito bem estabelecidas estão perdendo mercado e valor para outras que nasceram há muito pouco tempo, mas se mostram capazes de crescer e se reinventar em rápida velocidade.

A startup enxuta

Eric Ries, Leya, 2018

Eric Ries apresenta aqui uma metodologia para o uso de inovação contínua em empresas. Perde-se um pouco do romantismo associado à ideia de empreendedorismo, mas ganha-se muito em insights sobre boas práticas em empresas inovadoras. É um guia prático sobre “o que” e “como” fazer, que pode diminuir a chance de fracasso, algo muito comum em novos negócios.

O lado difícil das situações difíceis: Como construir um negócio quando não existem respostas prontas

Ben Horowitz, WMF, 2015

Ben Horowitz, famoso empreendedor do Vale do Silício, fala o que fazer quando as coisas dão... muito errado! Diferentemente dos livros que só contam as histórias de sucesso de CEOs famosos, neste o autor se preocupou em dividir com o leitor como encarou seus erros e situações difíceis, como demissão de pessoas próximas e a própria venda da empresa que fundou.

Comece por você

Reid Hoffman, Elsevier, 2012

O autor, fundador do LinkedIn, junto com Ben Casnocha, mostra que podemos olhar para nossas carreiras como se fossem startups. Assim, podemos adaptar os conceitos corporativos para nós mesmos e, com isso, acelerar nosso crescimento profissional.

Patrick O’Grady é CEO da gestora digital Vitreo. Antes, foi sócio do banco Pactual e da XP Investimentos.

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa Equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project. Saiba mais.

Mais recentes

Você ainda tem 2 conteúdos grátis neste mês.

Informação com clareza, equilíbrio e qualidade.
Apoie o jornalismo independente. Junte-se ao Nexo!