Ir direto ao conteúdo

Foto: Divulgação

Heloisa Lupinacci é jornalista e especialista em cerveja. Ela recomenda 5 livros para quem quer entender um pouco mais sobre a bebida – ou apenas gosta de saber um pouco de tudo

Uma grande parte dos títulos sobre cerveja falam sobre fazer a bebida ou são baseados sobre rótulos (xis cervejas para beber antes de morrer e outras listas). Ou ainda fazem a linha "livrão" – grandes, pesados, para deixar sobre a bancada e consultar quando... bater uma dúvida?

Como bebedora de cerveja, quero ler reclinada, segurando o livro com uma mão só, porque a outra está ocupada com um pint. E prefiro livros sobre a cerveja em si, no copo e na história. Escolhi aqui cinco livros gostosos de ler sobre a bebida mais gostosa de beber, para quem quer começar a estudar o assunto ou apenas gosta de saber um pouco de tudo.

Guia Ilustrado Zahar de Cerveja

Michael Jackson (Zahar, 2009)

Você não dá nada por ele, parece o livro mais bobinho, como aqueles guias que indicam os passeios mais óbvios nas cidades mais manjadas. Mas, até aqui, considero este o mais valioso livro sobre cerveja que existe – e reconheço um connaisseur se esse exemplar está na prateleira, com as orelhas entortadas pelo uso. Michael Jackson, o maior escritor de cerveja que já existiu, faz o mais difícil: explica, de maneira resumida e direta, tudo o que você precisa saber para entender a bebida. Leia uma vez com atenção e você nunca será a pessoa falando bobagem sobre cerveja no bar.

Vinhos versus Cervejas

Charles Bamforth (Editora Senac São Paulo, 2011)

Imagine que você encontrou um velho e culto cientista que entende muito sobre cerveja e sobre vinho e tem muita vontade de falar sobre os dois assuntos. Imagine também que esse figura comprou a seguinte briga: por que todo mundo acha vinho chique se cerveja é muito mais difícil de fazer? Tá: ele é do mundo da cerveja, então não é assim tão neutro. Mas Charles Bamforth escreveu o livro mais erudito e divertido sobre o assunto. Qualquer pessoa que goste de gastronomia e álcool (e seja um pouquinho nerd) se diverte muito lendo.

Uma Breve História da Bebedeira

Mark Forsyth (Companhia das Letras, 2018)

Os intelectuais e acadêmicos torcem o nariz para Mark Forsyth, dizem que ele fala groselha, que faz tudo pela fama. Mas o assunto oficial dele é etimologia, então podemos encarar este livro como hobby. Que livro divertido! Se gosta de beber cerveja pra valer, precisa saber também da ressaca. E este livro passeia pela história da humanidade do ponto de vista do porre e suas consequências. A cerveja aparece aqui e ali, mas o livro combina tanto com a ideia de ler bebendo (e rindo alto) que pode ser considerado um livro de cerveja – e de cultura geral.

A Revolução da Cerveja Artesanal

Steve Hindy (Tapioca, 2015)

Como um grupo de apaixonados transformou o mercado de cerveja nos Estados Unidos e no mundo todo: essa é a história que este livro conta. O autor, Steve Hindy, um dos donos da Brooklyn Brewery, participou de muitos dos eventos narrados no livro. Resultado: é um livro cheio de vida sobre um assunto que poderia ser chato (se abordado, por exemplo, exclusivamente sob a ótica de negócios). Por outro lado, é um livro realista, de uma pessoa envolvida com negócios a ponto de saber a importância deles (é romântico, mas sem a ingenuidade que poderia ter se fosse escrito por um observador, diga-se, um jornalista).

A Mesa do Mestre-Cervejeiro

Garrett Oliver (Editora Senac São Paulo, 2012)

Ok, apoie o copo sobre a mesa porque está aqui um livro que não dá para segurar com uma mão só. Garrett Oliver é uma figura única. Mestre-cervejeiro da Brooklyn, autor de receitas consagradíssimas (como a deliciosa Brooklyn Sorachi Ace), é daquelas pessoas que personificam a gastronomia (entende de tudo e de como juntar tudo) – e ainda é bom escritor. Está à frente de grandes referências, como “The Oxford Companion to Beer”. Neste livro faz uma longa defesa de por que você deveria combinar suas refeições com cervejas artesanais.

Heloisa Lupinacci é jornalista, colunista de cerveja no jornal O Estado de S. Paulo e editora do Panelinha

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa Equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project. Saiba mais.

Mais recentes

Você ainda tem 2 conteúdos grátis neste mês.

Informação com clareza, equilíbrio e qualidade.
Apoie o jornalismo independente. Junte-se ao Nexo!